30 de dezembro de 2011

2012

A equipa de BECRE

2011

U2 e Bruce Springsteen - I still Haven´t Found What I´m Looking For

Emma Donoghue - O Quarto de Jack

Original, poderoso e soberbo, Jack é inesquecível: a coragem e o imenso amor numa história perturbante contada pela voz da inocência.
Para Jack, de cinco anos, o quarto é o mundo todo. É onde ele e a Mamã comem, dormem, brincam e aprendem. Embora Jack não saiba, o sítio onde ele se sente completamente seguro e protegido, aquele quarto é também a prisão onde a mãe tem sido mantida contra a sua vontade. Contada na divertida e comovente voz de Jack, esta é uma história de um amor imenso que sobrevive a circunstâncias aterradoras, e da ligação umbilical que une mãe e filho.
O quarto é um lugar que nunca vai esquecer; o mundo é um sítio que nunca mais olhará da mesma maneira.

27 de dezembro de 2011

Península Ibérica vista pela Estação Espacial Internacional (ISS)

As luzes de Portugal e Espanha definem a Península Ibérica nesta fotografia captada durante a noite pela Estação Espacial Internacional (ISS), no início do mês de dezembro, e hoje colocada online pela NASA. Diferentes áreas metropolitanas dos dois países são visíveis e marcadas por zonas iluminadas, sendo estas relativamente grandes e brilhantes, tais como Madrid ou Lisboa. A antiga cidade de Sevilha, visível a norte do estreito de Gibraltar, é uma das maiores cidades espanholas.
A agência norte-americana partilha na sua página oficial que pretende partilhar com o público, imagens, historias e descobertas sobre o clima e meio ambiente, baseadas em investigações. Para além de Portugal e Espanha, a agência ainda põe em evidência o estreito de Gibraltar, França e o norte de África.
A Península Ibérica é a mais ocidental das três grandes penínsulas do sul da Europa, sendo as outras a Península Itálica e os Balcãs. É formada pelos territórios de Portugal, Espanha, Gibraltar, Andorra e uma pequena fração do território de França. Tem aproximadamente 590 mil quilómetros quadrados e é banhada pelo Oceano Atlântico e pelo Mar Mediterrâneo.

Fonte: SAPO

23 de dezembro de 2011

21 de dezembro de 2011

História do Natal digital

Os tempos mudam, o sentimento continua o mesmo.

19 de dezembro de 2011

17 de dezembro de 2011

Morreu Cesária Évora ( 1941 - 2011 )

“Quem mostra' bo, ess caminho longe, quem mostra' bo, ess caminho longe, ess caminho, pa São Tomé (…) sodade sodade, sodade dess nha terra São Nicolau (...)" composição imortalizada na voz da Cesária Évora resume em poucas palavras a carreira musical de uma das maiores vozes de Cabo Verde.

Cesária Évora nasceu a 27 de Agosto de 1941 na cidade de Mindelo, em Cabo Verde. Filha de Justino da Cruz Évora tocador de cavaquinho e violão e de Dª Joana, o grande e eterno amor da sua vida. A cantora é considerada a "embaixadora da morna", tendo editado 24 discos, entre originais, ao vivo e em parceria com outros artistas de vários países.

Cize, para os amigos anunciou o término da sua carreira musical no passado dia 23 de Setembro, depois de 45 anos de carreira a cantar Cabo Verde pelo mundo.

Ler mais aqui



Sodade - Cesária Évora
Armando Zeferino Soares

Quem mostra' bo
Ess caminho longe?
Ess caminho
Pa Sã Tomé

Sodade sodade sodade
Dess nha terra d’Sã Nicolau

Si bô 'screvê' me
'M ta 'screvê be
Si bô 'squecê me
'M ta 'squecê be

Até dia
Qui bô voltá

Sodade sodade sodade
dess nha terra d'São Nicolau.
Fonte: sapo

16 de dezembro de 2011

Eduardo Lourenço é o Prémio Pessoa 2011

O anúncio foi feito, como habitualmente, no Palácio de Seteais em Sintra por Francisco Pinto Balsemão, que preside ao júri também constituído por Fernando Faria de Oliveira (Vice-Presidente), António Barreto, Clara Ferreira Alves, Diogo Lucena, João Lobo Antunes, José Luís Porfírio, Maria de Sousa, Mário Soares, Miguel Veiga e Rui Magalhães Baião.
"Num momento crítico da História e da sociedade portuguesa, torna-se imperioso e urgente prestar reconhecimento ao exemplo de uma personalidade intelectual, cultural, ética e cívica que marcou o século XX português", escreveu o júri em comunicado sobre a escolha de Eduardo Lourenço, homenageando "a generosidade e a modéstia desta sabedoria, que tendo deixado uma marca universal nos Estudos Portugueses e nos Estudos Pessoanos, nunca desdenhou a heteredoxia nem as grandes questões do nosso tempo e da nossa identidade".
Segundo o comunicado do júri, "Eduardo Lourenço é um português de que os portugueses se podem e devem orgulhar. O espírito de Eduardo Lourenço foi sempre reforçado pela sua cidadania atenta e actuante. Portugal precisa de vozes como esta. E de obras como esta".
O prémio, de 60 mil euros, é uma iniciativa do jornal “Expresso” (do grupo Impresa de que é presidente executivo Pinto Balsemão) e tem o patrocínio da Caixa Geral dos Depósitos.
Os escritores Herberto Hélder, Vasco Graça Moura, a pianista Maria Joao Pires ou o bispo D. Manuel Clemente foram alguns dos nomes premiados com o galardão que comemora este ano o 25º aniversário. A vencedora do ano passado foi a cientista Maria do Carmo Fonseca, directora executiva do Instituto de Medicina Molecular da Universidade de Lisboa.

Fonte: PÚBLICO

13 de dezembro de 2011

Concurso "dia@dia a aprender"

Classificação, após 15 questões


1º - Tomás Freitas- 8ºA - 11 certas
2º - Pedro Carvalho - 8ºA - 10 certas
3º - Tomás Ramalho - 8ºA - 10 certas
4º - Ivo Duque - 7ºB - 10 certas
5º - Marco Abreu - 12ºC - 9 certas
6º - Rodrigo Cruz - 7ºE - 9 certas
7º - Diogo Conceição- 8ºA - 8 certas
8º - Henrique Afonso - 7ºE - 8 certas
9º - Cátia Costa - 8ºC - 6 certas
10º - Diogo Gonçalves- 9ºC - 6 certas


Podes consultar, neste espaço ou na Biblioteca o TOP deste Concurso
Participa !
Esperamos por ti na Biblioteca !

8 de dezembro de 2011

Luis Sepúlveda - História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar

"Esta é a história de Zorbas, um gato grande, preto e gordo. Um dia, uma famosa gaivota apanhada por uma maré negra de petróleo deixa ao cuidado dele, momentos antes de morrer, o ovo que acabara de pôr.
Zorbas, que é um gato de palavra, cumprirá as duas promessas que nesse momento dramático lhe é obrigado a fazer: não só criará a pequena gaivota, como também a ensinará a voar. Tudo isto com a ajuda dos seus amigos Secretário, Sabetudo, Barlavento e Colonello, dado que, como se verá, a tarefa não é fácil, sobretudo para um bando de gatos mais habituados a fazer frente à vida dura de um porto como o de Hamburgo do que fazer de pais de uma cria de gaivota...
Com a graça de uma fábula e a força de uma parábola, Luis Sepúlveda oferece-nos neste seu livro já clássico uma mensagem de esperança de altíssimo valor literário e poético"
Luis Sepúlveda termina esta fábula com chave de ouro dizendo pela voz da personagem Zorbas: "Só voa quem se atreve a fazê-lo"

Taylor Swift - Back to December

5 de dezembro de 2011

Colóquio – “ A defesa dos Direitos Humanos “

Jardim do Museu do Holocausto
Yad Vashem, Jerusalém, Israel

Jardim do Museu do Holocausto,
Yad Vashem, Jerusalém, Israel
 Vai realizar-se amanhã, dia 6 de Dezembro às 12 horas na Sala E4, um Colóquio sobre “ A defesa dos Direitos Humanos “, com a presença do Dr. Ricardo Presumido, professor, investigador e Vice-Presidente da Associação MEMOSHOÁ.
Simultaneamente estará patente uma Exposição sobre a temática na Biblioteca e no átrio superior do Pav. H com trabalhos dos alunos.


Mais informações:  Associação MEMOSHOÁ ; Escola Internacional para o Estudo do Holocausto de Yad Vashem ; Amnistia Internacional

4 de dezembro de 2011

Fotos mostram que pode haver muita água em Marte

A Agência Espacial Europeia (ESA) informou esta sexta-feira que as imagens tiradas esta semana pela sonda Mars na cordilheira Phlegra Montes apontam para a existência de grandes quantidades de água na superfície de Marte.
Segundo a Agência Espacial Europeia, através das fotografias é possível observar que muitas das montanhas de Marte estão rodeadas de detritos em forma de lobo muito parecidos com detritos que cobrem os glaciares na Terra.
"Este facto sugere que talvez existam glaciares enterrados sob a superfície de Marte nesta região", apontou a agência no seu site.
A ESA explicou ainda que estas glaciares tiveram origem ao longo das últimas centenas de milhões de anos, quando o eixo polar de Marte era muito diferente do actual e, consequentemente, também o eram as condições meteorológicas na região.
"Todos estes indícios sugerem que poderia haver grandes quantidades de água oculta sob a superfície de Marte na região de Phlegra" e, "se assim for, essas grandes reservas poderiam abastecer os futuros astronautas que explorem o planeta vermelho", adiantou a agência.
Fonte: DN

29 de novembro de 2011

Primo Levi - Se isto é um homem

Na noite de 13 de Dezembro de 1943, Primo Levi, um jovem químico membro da resistência, é detido pelas forças alemãs. Tendo confessado a sua ascendência judaica, é deportado para Auschwitz em Fevereiro do ano seguinte; aí permanecerá até finais de Janeiro de 1945, quando o campo é finalmente libertado.
Da experiência no campo nasce o escritor que neste livro relata, sem nunca ceder à tentação do melodrama e mantendo-se sempre dentro dos limites da mais rigorosa objectividade, a vida no Lager e a luta pela sobrevivência num meio em que o homem já nada conta.
Se Isto é um Homem tornou-se rapidamente um clássico da literatura italiana e é, sem qualquer dúvida, um dos livros mais importantes da vastíssima produção literária sobre as perseguições nazis aos judeus

Feira do Livro

Começou ontem mais uma Feira do Livro.
Vai estar aberta até ao dia 30 de Novembro, no Pav. H. 
Esperamos por ti.

27 de novembro de 2011

UNESCO - Fado é Património Imaterial da Humanidade

O fado é Património Imaterial da Humanidade segundo decisão hoje tomada durante o VI Comité Intergovernamental da Organização da ONU para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).
O fado canta a vida e o destino de um povo há cerca de dois séculos, mas agora deixou de ser só nosso para ser de todos. Depois de várias horas de atraso, a candidatura do fado foi aceite pelo comitê de 24 delegados da UNESCO.
O antigo presidente da Câmara de Lisboa Pedro Santana Lopes lançou a ideia de candidatar o fado a Património Imaterial da Humanidade e escolheu os fadistas Mariza e Carlos do Carmo para embaixadores da candidatura.
A candidatura foi aprovada por unanimidade pela Câmara de Municipal de Lisboa no dia 12 de maio de 2010 e apresentada publicamente na Assembleia Municipal, no dia 01 de junho, tendo sido aclamada por todas as bancadas partidárias.
No dia 28 de junho de 2010, foi apresentada ao Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, e formalizada junto da Comissão Nacional da UNESCO. Em agosto desse ano, deu entrada na sede da organização, em Paris.
A candidatura portuguesa foi considerada como exemplar pelos peritos da UNESCO, tal como o Paraguai e Espanha.

“O património cultural imaterial, transmitido de geração em geração, é permanentemente recriado pelas comunidades e grupos em função do seu meio, da sua interacção com a natureza e a sua história, proporcionando-lhes um sentimento de identidade e de continuidade, contribuindo assim para promover o respeito pela diversidade cultural e a criatividade humana”
Convenção para a Salvaguarda do Património Imaterial da Humanidade, UNESCO, 2003 (Artº 2, alínea 1)

Saber mais aqui

Fonte: @ SAPO c/Lusa

24 de novembro de 2011

Dia Nacional da Cultura Científica


Celebra-se hoje, 24 de Novembro, o Dia Nacional da Cultura Científica, instituído em 1997 para comemorar o nascimento de Rómulo de Carvalho e divulgar o seu trabalho na promoção da cultura científica e no ensino da ciência.
Integrada na Semana da Ciência e da Tecnologia, de 21 a 27 de Novembro, ocorre hoje a inauguração e visita virtual à exposição interactiva Física no dia-a-dia, produzida pelo Pavilhão do Conhecimento-Ciência Viva, com base na obra do divulgador de ciência Rómulo de Carvalho.

Mais informação:
Pavilhão do Conhecimento
Semana C&T 2011
A Física no dia-a-dia 

20 anos após a morte de Freddie Mercury, a sua memória continua bem presente

No dia em que se assinalam 20 anos sobre a morte de Freddie Mercury as músicas continuam a passar na rádio, os álbuns continuam a vender e ele continua a ser apontado como um dos mais incontornáveis artistas do século XX.


20 de novembro de 2011

As 25 piores palavras-passe do ano


A empresa SplashData, especialista em aplicações para smartphones incluindo gestão de palavras-passe, divulgou a lista das 25 piores passwords de 2011. Ou seja, aquelas que mais facilmente são descobertas por hackers.
Esta lista da SplashData baseia-se no estudo de milhões de palavras-passe “roubadas” durante este ano e que foram posteriormente divulgadas online por hackers.

Muitos dos utilizadores usam sequências numéricas e alfabéticas carregando em teclas contíguas do teclado - como “123456” ou “qwerty” - ou então a própria palavra “password”.

A hesitação dos utilizadores na escolha de uma password difícil poderá prender-se com o facto de, actualmente, cada pessoa ter de decorar várias palavras-passe para os diferentes serviços que consulta online.

Como pode, então, tornar a sua password mais segura? Usando uma variedade não sequencial de letras, números e símbolos e mudando a palavra-passe a cada seis meses. Outras dicas importantes: não use sempre a mesma password e evite usar palavras verdadeiras.

Finalmente, não use nenhuma destas 25 piores palavras-passe do ano elencadas pela SlashData:
1. password
2.
123456
3. 12345678
4. qwerty
5. abc123
6. monkey
7. 1234567
8. letmein
9. trustno1
10. dragon
11. baseball
12. 111111
13. iloveyou
14. master
15. sunshine
16. ashley
17. bailey
18. passw0rd
19. shadow
20. 123123
21. 654321
22. superman
23. qazwsx
24. michael
25. football
Fonte: PÚBLICO

Luís Represas & João Gil - Sisudo Amável

Luís Represas e João Gil preparam-se para lançar um disco gravado em conjunto. Esta é a primeira vez que Represas e Gil assinam um disco de originais como dupla.
«Sisudo Amável» é o single de apresentação.

15 de novembro de 2011

"Longe é um Bom Lugar”, novo livro de Mário Zambujal

Tânia Dulce é uma jovem com uma ampla capacidade para amar e cede aos rogos do Doutor Ângelo, narrador de uma movimentada relação de desfecho imprevisível. Médico com sonhos de romancista, o doutor Ângelo percorre caminhos paralelos, do romance real com Tânia Dulce e da trama ficcional que se esforça por escrever. E porque o resto são (também) histórias, o leitor acompanha uma sequência de pequenas ficções, originalmente publicadas na revista Tempo Livre, do Inatel, com o estilo inconfundível a que podemos chamar de zambujalesco. Em Longe É Um Bom Lugar (o resto são histórias), Mário Zambujal volta a cativar os leitores pelo ritmo vivo da prosa em que avultam as surpresas, o humor e a reflexão acerca de cumprimentos e situações.

Concurso EUROSCOLA 2012

O EUROSCOLA é um concurso que visa seleccionar, a nível nacional, as escolas que irão representar Portugal nas Sessões Euroscola do Parlamento Europeu em Estrasburgo onde, durante um dia, jovens de toda a União Europeia debatem temas europeus.
Para participarem as escolas têm de apresentar um trabalho subordinado ao tema Redes Sociais - Participação e Cidadania

Quem pode participar?
As Escolas participantes no Parlamento dos Jovens/Secundário que tenham eleito um número superior a 10 deputados para a respectiva Sessão Escolar. Os alunos participantes tem de:
      ter até 18 anos;
      estar inscritos até ao 11º ano.

Como participar?
Enviando um trabalho sobre o tema "Redes Sociais - Participação e Cidadania " para os serviços regionais do IPJ ou para os serviços regionais da área da juventude das regiões Autónomas da Madeira e dos Açores, via e-mail, até dia 31 de Janeiro de 2012.

Para teres mais informações consulta a página do Euroscola no Portal da Juventude e o regulamento.
Saber mais aqui.

14 de novembro de 2011

Ainda se fazem “cadernos escolares” com o xisto português

As lousas escolares são cadernos infinitos, pequenos quadros portáteis onde se pode escrever, apagar e voltar a escrever. Portugal continua a produzir e a exportar estes objectos.

“Desde 1863 que são produzidas lousas em Portugal”, explicou José António Simões Cortez, antigo professor catedrático de engenharia de minas da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

O engenheiro que está ligado às minas de xisto de Valongo desde 1957 explica que esta rocha é particularmente boa para o isolamento térmico e de humidade. A rocha tem várias aplicações, muitas delas ligadas a pavimentação ou a telhados. Mas há uma menos imediata: “Lousas para mesas de bilhar, porque o coeficiente entre a elasticidade da ardósia é muito compatível com o marfim das bolas de bilhar”, explicou o especialista. Portugal exporta estas lousas para os Estados Unidos.

Fonte: PÚBLICO

13 de novembro de 2011

"Anatomia dos Mártires", novo romance de João Tordo


O novo romance, "Anatomia dos Mártires", será lançado em Novembro.
"Anatomia dos Mártires é a história de uma obsessão verdadeira transformada em ficção – a de uma investigação contemporânea (e original) sobre o mito de Catarina Eufémia – e também a tentativa de reconciliação de um escritor nascido imediatamente após a Revolução de Abril com o passado."
  

11 de novembro de 2011

O livro mais pequeno do mundo

Mede 2,4 por 2,9 mm.

10 de novembro de 2011

O asteróide YU55 passou pela Terra à hora prevista

Sem desapontar os astrónomos, o asteróide YU55 passou pela Terra à hora prevista, às 23h28 de terça-feira, a uma distância de 324.600 quilómetros.
O YU55, com 400 metros de diâmetro, “aproximou-se como o previsto, precisamente, às 23h28”, a uma velocidade estimada de 46.600 quilómetros/hora, sobre o oceano Pacífico, disse D. C. Agle, porta-voz do Jet Propulsion Laboratory da Agência Espacial norte-americana (NASA), em Pasadena, na Califórnia, citado pela agência AFP.
A NASA divulgou hoje um curto vídeo, o primeiro do YU55, com base em imagens captadas a 7 de Novembro pelo radar do centro de Goldstone, na Califórnia.

“São as imagens com melhor resolução jamais geradas por radar de um objecto a aproximar-se da Terra”, garante a agência. Na altura, o asteróide estava a 1,38 milhões de quilómetros do planeta.
Mais informações na NASA

Fonte: PÚBLICO

Projeto Juventude – Saber com Normas

PROJETO JUVENTUDE – SABER COM NORMAS
Instituto Português da Qualidade
Ministério da Educação


O IPQ, enquanto Organismo Nacional de Normalização considera que a divulgação da normalização nas escolas é uma abordagem estruturante e estratégica na medida em que, dá a conhecer a importância crescente que esta actividade tem na economia mundial, numa dimensão transversal e ainda pelos múltiplos impactos na vida de todos os cidadãos.

O Projeto Juventude – Saber com Normas desafia todos os alunos do ensino secundário, a realizar trabalhos criativos no âmbito da normalização, com recurso à pesquisa de normas para temas diversos no âmbito do currículo e/ou do projeto educativo de escola, ou mesmo a adaptação de algum trabalho já iniciado, tendo em consideração a transversalidade da normalização e a sua importância no desenvolvimento da sociedade contemporânea.
Poderão também optar, pela realização de uma sessão temática que divulgue à comunidade escolar em que se insere, através de posters, folhetos ou filmes, a temática da Normalização e como ela é importante para a nossa vida.
As sessões temáticas deverão ser devidamente ilustradas com fotos e com exemplos dos materiais de apoio efetuados para o efeito.
Os trabalhos podem ser individuais ou de grupo e deverão ser acompanhados por um professor responsável.
Os trabalhos devem ser enviados para o Instituto Português da Qualidade até dia 28 de Maio de 2012 e serão organizados em duas categorias – Trabalhos e Eventos. Posteriormente serão analisados e avaliados por um Júri nacional. No final do ano letivo ao trabalho vencedor por categoria será entregue o respetivo prémio contemplando alunos e professor responsável e ainda Diploma para a escolas.
Informamos ainda que o Instituto Português da Qualidade está disponível para fazer sessões de formação/divulgação nas escolas, sobre esta temática.
Saiba mais sobre o Projeto Juventude no sítio Web do IPQ, em http://www.ipq.pt/ clicando em MATERIAL DE APOIO.
Poderá ainda colocar as suas questões através do endereço mjgraca@mail.ipq.pt ou entrar directamente no Facebook e visualizar os trabalhos vencedores dos anos anteriores: http://www.facebook.com/pages/Almada-Portugal/Normi/150425178336087

8 de novembro de 2011

Exposição - O Mundo dos Dinossauros

Lisboa, Cordoaria Nacional- Rua da Junqueira, 342
22-10 a 01-01-2012. Segunda, terça, quarta e quinta das 10h00 às 18h00; Sexta e sábado das 10h00 às 22h00; Domingo e feriados das 10h00 às 19h00. €6 (c/descontos)


Por entre florestas, bosques e desertos, o público vai poder descobrir os temíveis répteis Velociraptors, Oviraptor e T-Rex ou o mais simpático Braquiossauro.
A Cordoaria Nacional transforma-se para receber “O Mundo dos Dinossauros”, uma exposição didáctica que mostra, para além das várias espécies de dinossauros — feitos à escala real —, também os ambientes onde estes viveram. Mas a experiência é bem animada. Pode-se ver, bem de perto, os répteis do “Parque Jurássico”, como o assustador T-Rex, mas eles também podem reagir à nossa presença com movimentos e som…
Este “Mundo dos Dinossauros” divide-se em cinco áreas distintas: o “Estúdio de Cinema”, logo à entrada da exposição, onde é possível ver um filme de três minutos sobre a extinção dos dinossauros; a “Galeria de Fósseis”, um campo de escavação paleontológica onde se pode observar ossadas e esqueletos; o “Espaço Criança” onde os mais jovens são convidados a interagir; uma loja de recordações; e, claro, a propriamente dita “Exposição de Dinossauros” com réplicas à escala real.
Mais informações aqui

Fonte: PÚBLICO

7 de novembro de 2011

A não perder - 50/50

Realização:  Jonathan Levine
Intérpretes:  Angelica Huston, Anna Kendrick, Bryce Dallas Howard, Joseph Gordon-Levitt, Seth Rogen
Género: Comédia Dramática
Ficha Técnica:  Duração 1h 40m ;  Origem: EUA, 2011
Adam (Joseph Gordon-Levitt), de 27 anos, leva uma vida perfeitamente normal até ao dia em que descobre que é portador de um cancro raro e possivelmente fatal. Ao compreender a gravidade da situação, e apesar do apoio de Kyle (Seth Rogen), o seu melhor amigo, e da dedicação da sua mãe (Angelica Huston), resolve seguir o conselho do médico e procurar ajuda psicológica. É assim que conhece a Dra. Katherine McCay (Anna Kendrick), uma psicóloga que, apesar de pouco experiente, parece compreendê-lo melhor do que ninguém e com quem ele acaba por criar um vínculo que lhe dará novas forças para prosseguir. Consciente dos seus 50% de hipótese de sobrevivência, Adam acaba por combater a depressão e descobrir que, afinal, o sentido da vida é algo que está em constante renovação.
Realizado por Jonathan Levine ("Sedução Mortal", "Wackness - À Deriva"), o filme baseia-se na experiência recente do argumentista Will Reiser, que sobreviveu a um cancro.
Fonte: PÚBLICO

Marie Curie, a primeira mulher a ganhar o prémio Nobel

Neste dia 7 de novembro de 2011, Marie Curie completaria 144 anos. Este ano, aliás, marca também o centenário do segundo Nobel ganho pela cientista, que é parte de um seleto grupo de personalidades que conquistaram tal honraria mais do que uma vez.
Nascida na Polónia com o nome de Maria Skłodowska, Marie Curie fez importantes descobertas na área da Física e da Química, especialmente em relação à radioatividade. Os seus trabalhos abriram caminhos para a física nuclear. Além disso, ela descobriu dois novos elementos químicos, o rádio e o polônio, abrindo as portas para uma nova era da medicina com grandes avanços no tratamento do combate ao cancro.
O primeiro Nobel conquistado pela cientista foi de Física, em 1903, ao lado de seu marido, Pierre Curie, e de Henri Becquerel. Oito anos depois, ela repetiu o feito, mas dessa vez sozinha, na categoria de Química. Conquistas que premiaram uma vida de batalhas pelos seus sonhos e direitos, já que ela foi extraditada do seu país por participar em movimentos políticos.
Marie Curie faleceu aos 66 anos, em 1934. A sua obra, no entanto, permanece viva até hoje.

6 de novembro de 2011

Jorge Palma - Página em branco

"Página em Branco", é o primeiro single do novo álbum de Jorge Palma, “Com todo o respeito”.

Jorge Palma tem novo álbum

Jorge Palma tem novo álbum.Chama-se “Com Todo o Respeito”.

“(…) Sucessor do multi-platinado “Voo Nocturno” (editado em 2007), o novo disco conta com várias participações: os Demitidos (banda composta por André Hollanda, Pedro Vidal e Miguel Ramos), Cristina Branco (dueto em “O Mundo e a Casa”), Flak (responsável pela produção e dueto em “Mais um Comboio”), Gabriel Gomes, Vicente Palma, Carlos Barreto, Carlos Bica e Bruno Vasconcelos. A nível das participações destaque ainda para a contribuição de Carlos Tê (autor da letra do tema “Uma Alma Caridosa”) e de José Luís Peixoto (autor da letra do tema “Pensámos em Nada”) (…)” (nota de imprensa)

 PENSÁMOS EM NADA

Pensámos tanto em nada. Despenteados,
caçámos fantasmas de elefantes
na casa desarrumada, de estores fechados,
milionários esbanjadores de instantes,
piratas de tesouros enterrados, ilhas distantes,
sorte parada. Pensámos demasiado em nada.
Cobertos por farrapos de tempo,
arame farpado de tempo, cheiro a terra
molhada, um momento, outro momento,
a memória inteira emparedada, e nós,
sem desculpas, astronautas, centauros,
entre o sexo e o medo, presos na piscina
vazia e abandonada, no centro de tudo,
pensámos apenas em nada. 

(por José Luís Peixoto)

4 de novembro de 2011

Enya - Only Time

30 de outubro de 2011

«É na Terra não é na Lua», de Gonçalo Tocha, vence IX DocLisboa

O filme do português Gonçalo Tocha «É na Terra não é na Lua», sobre a vida na ilha açoriana do Corvo, foi o vencedor da competição internacional do IX DocLisboa.

O documentário, que valera ao realizador uma menção honrosa no Festival de Locarno 2011, na Suíça e concorria com mais 12 filmes, recebeu o Grande Prémio Cidade de Lisboa para melhor longa ou média-metragem, no valor de 10 mil euros, numa sessão que decorreu na Culturgest, em Lisboa.
Rodado durante quatro anos na ilha do Corvo, «É na Terra e não na Lua», de 180 minutos, «é uma espécie de arquivo contemporâneo em movimento» de «uma microcomunidade, fechada em si própria», nas palavras de Gonçalo Tocha.

Ler mais aqui

Fonte: LUSA

27 de outubro de 2011

Concurso Escola, escrita, cinema

Os ministérios da educação dos países da Organização dos Estados Ibero-americanos – OEI convidam os alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico (12 a 15 anos), das escolas da rede pública, a produzir histórias/ relatos para a elaboração de guiões e para a realização de curtas-metragens. Este concurso propõe-se estimular a produção escrita nas crianças e adolescentes, contribuindo para um pleno desenvolvimento das ideias e dos afetos, através da expressão do pensamento. Pretende-se, ainda, aproximar as indústrias culturais da escola, nomeadamente o cinema. O projeto enquadra-se no compromisso assumido pelos governos com as respetivas metas educativas. Esta iniciativa integra um conjunto de ações desenhadas dentro do Programa para o fortalecimento das línguas ibero-americanas na educação.

Mais informações: Regulamento do concurso, Calendário

Fonte: RBE

25 de outubro de 2011

Andréa del Fuego vence Prémio José Saramago 2011

Esta é a sétima edição do galardão que distingue autores com obra editada em língua portuguesa, no último biénio, menores de 35 anos à data de publicação da obra.Além da editora Guilhermina Gomes, que presidiu o júri, este foi constitído pela escritora Nélida Piñon, a poetisa Ana Paula Tavares, a presidente da Fundação José Saramago, Pilar del Rio, e o escritor Vasco Graça Moura. Por escolha da presidente, integraram também o júri Manuel Frias Martins, Maria de Santa Cruz e Nazaré Gomes dos Santos.Nelida Piñon salienta em ata o “inusitado vigor” da narrativa de Andréa del Fuego e considera o seu talento “talhado” para o Prémio Saramago.“’Os Malaquias’ dão-se a conhecer num intrincado jogo que a escrita controla e refaz. O resultado é misterioso mas absolutamente fascinante”, afirma por seu turno a poetisa angolana Ana Paula Tavares.
A autora
Andréa del Fuego nasceu em 1975 em S. Paulo. Com formação em publicidade, fez produção de cinema e realizou duas curtas-metragens. Colaborou em várias revistas e iniciou-se na escrita com Minto enquanto posso (2004). Seguiu-se Nego Tudo (2005), Engano seu (2007) e Nego fogo (2009). Em paralelo, experimentou o registo juvenil com Quase caio (2008) e Sociedade da Caveira de Cristal (2008) e o infantil com Irmãs de pelúcia (2010). Foi incluída em diversas antologias de contos, nomeadamente 30 Mulheres que Estão Fazendo a Nova Literatura Brasileira e Os cem menores contos brasileiros do século. Recebeu em 2011 o Prémio São Paulo de Literatura. Mantém o blog http://www.andreadelfuego.wordpress.com/.

Fonte: LUSA

23 de outubro de 2011

Concurso PORDATA / RBE

Lançamos em parceria com a Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS), um novo concurso PORDATA/ RBE.
Depois de uma 1ª edição mais restrita, o concurso de 2011-2012 será aberto a todas as escolas com ensino secundário da rede pública e escolas privadas representadas na Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo (AEEP).
Para concorrer, as escolas deverão dinamizar e apoiar a elaboração de trabalhos curriculares, tendo por fonte principal de informação a base de dados PORDATA (www.pordata.pt) enviar-nos o melhor trabalho da escola, selecionado internamente pelos professor orientador e professor bibliotecário, até 24 de março de 2012.

Mais informações:
Regulamento
Itens para apreciação dos trabalhos
Referências e citações bibliográficas

Fonte: Programa Rede de Bibliotecas Escolares

Centenário do nascimento de Alves Redol

No ano em que se assinala o centenário do nascimento de Alves Redol, o município de Vila Franca de Xira através do seu Museu do Neo-Realismo, evoca o escritor e a sua obra, através das exposições: Alves Redol – Horizonte Revelado; Alves Redol, projectos de banda desenhada em torno da narrativa redoliana; e Alves Redol e a Fotografia.
Autor da obra Gaibéus, (1939), considerada marco fundador da escrita neo-realista, enquanto narrativa que introduz, no universo da ficção, esse compromisso estético e social que congregou uma nova geração em torno da transformação da sociedade portuguesa, [Alves Redol] legou-nos um significativo património literário, resultado do seu compromisso com um tempo que era o seu, mas também com a sua cidade, Vila Franca de Xira.
As exposições estão patentes, desde hoje, até Março de 2012.

Fonte: Programa Rede de Bibliotecas Escolares

Prémio Maria Rosa Colaço 2011

Joaquim Semeano, jornalista desportivo do jornal Record, foi o vencedor do Prémio Literário Maria Rosa Colaço, atribuído pela Câmara Municipal de Almada à sua obra Era uma vez um nariz.
A decisão do júri -- composto por Alexandre Honrado, em representação da Câmara de Almada (CDU), Cristina Norton, em representação da Associação Portuguesa de Escritores, e Carla Maia de Almeida, em representação da Associação Portuguesa para a promoção do Livro Infantil e Juvenil -- foi tomada por unanimidade.

Fonte: Programa Rede de Bibliotecas Escolares

U2 - October

Projeto " Grande C " - Concurso de Criatividade

A AGECOP – Associação para a Gestão da Cópia Privada vem por este meioconvidar os alunos com idades compreendidas entre os 12 e os 20 anos e osProfessores da sua escola a participar no Concurso de Criatividade Grande C.
O Grande C tem como principal objetivo contribuir para a educação,sensibilização e literacia do público mais jovem no que respeita ao valor dacriatividade e da obra original, protegidos pelo Direito de Autor e pelosDireitos Conexos. Através de uma abordagem pedagógica, prática e inclusiva,alunos e professores são convidados a criar as suas próprias obras originaisconcorrendo a uma ou várias das categorias a concurso: Música, Letra, Designde Capa, Vídeo, Escrita Criativa, Fotografia e Media.
A inscrição pode ser feita até dia 30 de Março de 2012 através do siteespecialmente criado para o projeto, podendo os alunos participarindividualmente ou em grupos, dos quais podem fazer parte professores. O site http://grandec.org/ disponibiliza um conjunto de ferramentas como tutoriaise vídeos de autores, artistas e profissionais das indústrias criativasligados a cada categoria, que apoiam e orientam os alunos na realização dosseus trabalhos. O site tem também uma área para Professores com materiaispedagógicos e planos de aulas para esclarecer dúvidas e auxiliar naabordagem dos temas da proteção da criatividades e do Direito de Autor eDireitos Conexos. Este projeto é apoiado pelo Ministério da Educação e Redede Bibliotecas escolares.
Pode encontrar toda a informação no site do projeto, nomeadamente oregulamento geral e os regulamentos de cada categoria.
As obras originais devem ser entregues até Abril de 2012 e podem serenviadas através do site, conformedefinido nos respetivos regulamentos. O prémio consiste naprodução/edição da(s) obra(s) vencedora(s) e na sua divulgação, com respeitopelos direitos dos seus criadores.

19 de outubro de 2011

17 de outubro de 2011

Os professores, por José Luís Peixoto

Artigo sobre Os Professores publicado na revista Visão de 13 de Outubro de 2011

O mundo não nasceu connosco. Essa ligeira ilusão é mais um sinal da imperfeição que nos cobre os sentidos. Chegámos num dia que não recordamos, mas que celebramos anualmente; depois, pouco a pouco, a neblina foi-se desfazendo nos objectos até que, por fim, conseguimos reconhecer-nos ao espelho. Nessa idade, não sabíamos o suficiente para percebermos que não sabíamos nada. Foi então que chegaram os professores. Traziam todo o conhecimento do mundo que nos antecedeu. Lançaram-se na tarefa de nos actualizar com o presente da nossa espécie e da nossa civilização. Essa tarefa, sabemo-lo hoje, é infinita.

O material que é trabalhado pelos professores não pode ser quantificado. Não há números ou casas decimais com suficiente precisão para medi-lo. A falta de quantificação não é culpa dos assuntos inquantificáveis, é culpa do nosso desejo de quantificar tudo. Os professores não vendem o material que trabalham, oferecem-no. Nós, com o tempo, com os anos, com a distância entre nós e nós, somos levados a acreditar que aquilo que os professores nos deram nos pertenceu desde sempre. Mais do que acharmos que esse material é nosso, achamos que nós próprios somos esse material. Por ironia ou capricho, é nesse momento que o trabalho dos professores se efectiva. O trabalho dos professores é a generosidade.

Basta um esforço mínimo da memória, basta um plim pequenino de gratidão para nos apercebermos do quanto devemos aos professores. Devemos-lhes muito daquilo que somos, devemos-lhes muito de tudo. Há algo de definitivo e eterno nessa missão, nesse verbo que é transmitido de geração em geração, ensinado. Com as suas pastas de professores, os seus blazers, os seus Ford Fiesta com cadeirinha para os filhos no banco de trás, os professores de hoje são iguais de ontem. O acto que praticam é igual ao que foi exercido por outros professores, com outros penteados, que existiram há séculos ou há décadas. O conhecimento que enche as páginas dos manuais aumentou e mudou, mas a essência daquilo que os professores fazem mantém-se. Essência, essa palavra que os professores recordam ciclicamente, essa mesma palavra que tendemos a esquecer.

Um ataque contra os professores é sempre um ataque contra nós próprios, contra o nosso futuro. Resistindo, os professores, pela sua prática, são os guardiões da esperança. Vemo-los a dar forma e sentido à esperança de crianças e de jovens, aceitamos essa evidência, mas falhamos perceber que são também eles que mantêm viva a esperança de que todos necessitamos para existir, para respirar, para estarmos vivos. Ai da sociedade que perdeu a esperança. Quem não tem esperança não está vivo. Mesmo que ainda respire, já morreu.

Envergonhem-se aqueles que dizem ter perdido a esperança. Envergonhem-se aqueles que dizem que não vale a pena lutar. Quando as dificuldades são maiores é quando o esforço para ultrapassá-las deve ser mais intenso. Sabemos que estamos aqui, o sangue atravessa-nos o corpo. Nascemos num dia em que quase nos pareceu ter nascido o mundo inteiro. Temos a graça de uma voz, podemos usá-la para exprimir todo o entendimento do que significa estar aqui, nesta posição. Em anos de aulas teóricas, aulas práticas, no laboratório, no ginásio, em visitas de estudo, sumários escritos no quadro no início da aula, os professores ensinaram-nos que existe vida para lá das certezas rígidas, opacas, que nos queiram apresentar. Se desligarmos a televisão por um instante, chegaremos facilmente à conclusão que, como nas aulas de matemática ou de filosofia, não há problemas que disponham de uma única solução. Da mesma maneira, não há fatalidades que não possam ser questionadas. É ao fazê-lo que se pensa e se encontra soluções.

Recusar a educação é recusar o desenvolvimento.

Se nos conseguirem convencer a desistir de deixar um mundo melhor do que aquele que encontrámos, o erro não será tanto daqueles que forem capazes de nos roubar uma aspiração tão fundamental, o erro primeiro será nosso por termos deixado que nos roubem a capacidade de sonhar, a ambição, metade da humanidade que recebemos dos nossos pais e dos nossos avós. Mas espero que não, acredito que não, não esquecemos a lição que aprendemos e que continuamos a aprender todos os dias com os professores. Tenho esperança.

7 de outubro de 2011

Mês das Bibliotecas Escolares - Concurso “Comento um Livro”

Este é o desafio que te lançamos neste início de ano como forma de comemorar o Mês Internacional das BE: escreve um pequeno texto sobre um livro que tenhas lido e entrega-o, em envelope fechado, com o teu nome, número, ano e turma na Biblioteca, até ao dia 31 de Outubro.
Podes falar sobre a forma como o livro está escrito, se é fácil de ler, de compreender, se é daqueles que se começa a ler e não se consegue parar… E podes dar um “cheirinho” da história, mas não mais que isso!
Em Novembro divulgaremos os vencedores por escalão: 3º Ciclo e Secundário/Profissional e depois entregaremos os PRÉMIOS(em data a definir)! Os textos vencedores serão divulgados no blogue da Biblioteca e na página da escola.
Se tiveres dúvidas, esclarece-as na Biblioteca!

Participa nesta atividade que ajudará quem está aLer+ e levar +gente aLer!